Pai, Me Compra Um Amigo?

Pai, me compra um amigo?, de Pedro Bloch conta a história de Bebeto, um garoto inseguro, tímido e carente que cresceu sentindo falta de atenção dos pais que trabalhavam e o deixavam aos cuidados de uma babá.

Ao dar seus primeiros passos ao invés do abraço recebeu uma palmada da babá que estava assistindo a novela. Quando tinha cinco anos pediu ao pai que comprasse um cachorrinho — queria ter um amigo — e como resposta levou a maior bronca dos pais. Então pediu que o pai lhe comprasse um amigo e o pai, é claro, nem percebeu a solidão do garoto e apenas retrucou onde comprar um amigo?

Esta é a história de Bebeto, um menino diferente que queria apenas achar seu lugar no mundo: ser aceito, compreendido e amado. Apesar de ter uma família com excelente condição financeira, sentia-se solitário — pais ausentes, colegas preconceituosos.

Discriminado por seus colegas de escola tornou-se um menino triste, rejeitado e de baixa estima até o dia em que Paula — uma colega de escola que aos poucos estava tentando entende-lo e apoiá-lo — convence seus amigos a ajudá-lo.

Bebeto, por sua vez, muda sua atitude e passa a se esforçar mais em suas atividades escolares e isto, é claro, faz com que se socialize mais com os demais colegas que acabam percebendo que aquele menino “bobo” era inteligente, jogava xadrez e pensava como gente grande, portanto, merecia uma oportunidade.

Bebeto descobre que não é tão diferente dos outros como pensava e que não era o único a ter problemas e, entao, decide lutar para conquistar a atenção e o carinho de seus pais. Quando finalmente o pai de Bebeto percebe o quanto tinha negligenciado o seu filho e o quanto este estava se esforçando, começa a tentar conhecer o próprio filho.

Pai, me compra um amigo?, do Pedro Bloch, é sem dúvida uma comovente história de um grande valor humano e pedagógico que aborda as relações humanas e o preconceito contra o que é diferente.

Este livro deveria ser lido por todos, por que além de nos trazer uma mensagem de esperança e de renovação na relação pais e filhos, nos conduz a refletir e repensar sobre o nosso papel enquanto pais, educadores ou até mesmo como amigos.

Na verdade, temos conhecimento de que muitas crianças, muito embora algumas tenham dinheiro — o que significa que boa condição financeira não determina felicidade — não se sentem amadas pelos pais e muito menos aceitas e compreendidas pelos amigos, o que as leva a ter problemas de aprendizagem e de convívio social, porém, quando conseguem conquistar e serem conquistados por amigos que os entendam, que os aceitem e que os respeitem conseguem superar-se e, muitas vezes, surpreenderem a si mesmo e aos demais.

Neste livro, Bebeto nos ensina que sempre há uma chance de mudar, pois mesmo sendo um menino muito especial e à primeira vista, cheio de problemas e, como ele mesmo pensa e diz, com inúmeros “defeitos” — tinha um defeito nas pernas — portanto, ninguém gostava dele, consegue reverter toda esta situação através do apoio e compreensão de uma colega que se dispõe a ajudá-lo a recuperar a auto-estima, amadurecer e crescer em todos os sentidos, conquistando assim novos amigos e, posteriormente, seus pais.

Pai, Me Compra Um Amigo?
Autor:
Pedro Bloch
Editora: Ediouro, Paradidatic
Assunto:Literatura Juvenil
Preço: De R$ 19,71 até 21,90
Blog Livros Pra Ler e Reler